Segundo dia: 09 de setembro

5

"Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José, e lhe disse: «Levante-se, pegue o menino e a mãe dele, e fuja para o Egito! Fiqueaté que eu avise. Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo.»  José levantou-se de noite, pegou o menino e a mãe dele, e partiu para o Egito. 15 ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito por meio do profeta: «Do Egito chamei o meu filho".(Lucas 2,34-35)

 

Reflexão

Quando Jesus, Maria e José fugiram para o Egito, foi grande dor saber que desejavam matar o seu filho, aquele que trazia a salvação!

Maria não se aflige pelas dificuldades em terras longínquas; mas por ver seu filho inocente perseguido, por ser o Redentor. Maria suportou o exílio por amor a Deus e pela confiança na Sua promessa: a salvação de todo o povo. Deus fez dela cooperadora do mistério da salvação.

Caminhar por terras estranhas significa enfrentar perigos e provocações. Maria está disposta, juntamente com José, a levar até o fim o projeto de Deus, mesmo que para isso tenha de deixar de lado seus sonhos e desejos pessoais.

Esta dor nos ensina a aceitar as provocações do dia-a-dia com alegria de quem sofre para agradar a Deus. Esse agir e esse procedimento chama-se santidade. No meio da dor sofrem os infelizes, entregam-se ao desespero, porque não têm confiança na amizade divina, que traz paz e confiança em Deus. Por isso, somos convidados a aceitar os sofrimentos por amor a Deus. Exultemos de alegria, porque grande é o nosso merecimento, assemelhando-nos a Jesus Crucificado, que tanto sofreu por amor à nossa salvação! 


- Rezemos por todos os migrantes que são obrigados a deixar sua terra natal em busca de uma vida mais digna e que se tornam alvos de mercenários, e por todos aqueles que são vítimas de violência e desprezos.

Pai nosso... 7 Ave-Marias... Glória ao Pai...

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós.


SIGA-NOS NO FACEBOOK