Ano da Vida Consagrada

A Logomarca do Ano da Vida Consagrada

 


O significado da logomarca do Ano da Vida Consagrada

 logo AVC_portugues_original_gif_001


A Logomarca

A Vida Religiosa Consagrada na Igreja de hoje: Evangelho, Profecia e Esperança.

Uma pomba sustenta levemente sobre a asa um globo poliédrico, enquanto pousa sobre o fluir das águas das quais se levantam três estrelas, guardadas pela outra asa.

O logotipo para o Ano da Vida Consagrada expressa por meio de símbolos os valores fundamentais da Vida Consagrada. Nela se reconhece “a obra incessante do Espírito Santo, que junto dos sinais difunde as riquezas da prática dos conselhos evangélicos através de múltiplos carismas, e  que também por este caminho se faz presente de modo perene na Igreja e no mundo, no tempo e no espaço, o mistério de Cristo” (VC 5).

O sinal gráfico que desenha o perfil da pomba corresponde em árabe à palavra paz: uma chamada para a vocação da Vida Religiosa Consagrada que seja exemplo de reconciliação universal em Cristo.

 


A pomba sobre as águas

palomaA pomba pertence à simbologia clássica para indicar a ação do Espírito Santo, fonte de vida e inspirador da criatividade. É uma referência aos inícios da história: no princípio, o Espírito de Deus pairava sobre as águas (cf. Gen 1.1.). A pomba, que paira sobre um mar cheio de vida sem expressar, lembra a fertilidade paciente de fertilidade e confiante, enquanto que os sinais que a cercam revelam a ação criadora e renovadora do Espírito. A pomba também evoca a consagração da humanidade de Cristo no batismo.

As águas, formadas por peças de mosaico ,indicam a complexidade e a harmonia dos elementos humanos e cósmicos, que o Espírito faz "gemer", segundo os misteriosos desígnios de Deus (cfr. Rm 8,27), para que convirjam no encontro acolhedor e fecundo que leva a uma nova criação, ainda que estejam ameaçados por um mar de hostilidades - a pomba voa sobre o dilúvio (Gênesis 8: 8-14). Os consagrados e as consagrados no sinal do Evangelho - desde sempre peregrinos entre os povos também pelos caminho do mar - vivem a sua variedade carismática e diaconal como "bons administradores da multiforme graça de Deus" (1PD 4,10); marcados pela Cruz de Cristo até o martírio, habitam a história com a sabedoria do Evangelho, levando a Igreja a abraçar e curar tudo o que é humano em Cristo.

 

 As três estrelas

Lembram a identidade da Vida Consagrada Religiosa no mundo: como confessio Trinitatis, fraternitatis signum e servitium caritatis. Expressam a circularidade e a relação de amor trinitário que a Vida Religiosa Consagrada trata de viver a cada dia no mundo, sob o signo da fraternidade. As estrelas indicam também o triplo selo de ouro com o qual a iconografia bizantina honra a Maria, a toda Santa, primeira Discípula de Cristo, modelo e patrona de toda a Vida Religiosa Consagrada.

 

O globo poliédrico

O pequeno globo poliédrica significa o mundo com a variedade de povos e culturas, como afirma o Papa Francisco (cf. EG236). O sopro do Espírito o sustenta e impulsiona-o para o futuro. Convite aos consagrados e às consagrada a serem "portadores do Espírito (pneumatophóroi), homens e mulheres autenticamente espirituais, capazes de fecundar secretamente a história" (VC 6).

 

 O Lema 

imagesVida Religiosa Consagrada na Igreja de hoje: Evangelho, Profecia e Esperança.

O tema acrescenta mais um destaque à identidade e horizontes, experiências e ideais, graça e caminho que a Vida Religiosa Consagrada tem vivido e ainda vive na Igreja como Povo de Deus na peregrinação dos povos e das culturas para o futuro.

 Evangelium (Evangelho): indica a regra fundamental da Vida Religiosa Consagrada que é a "sequela Christi, tal qual a propoe o Evangelho" (PC 2a). Primeiro como "memória vivente do modo de atuar e de existir de Jesus" (VC 22), depois como sabedoria de vida à luz dos múltiplos conselhos que o Mestre propõe aos seus discípulos (cf. LG 42). O Evangelho dá sabedoria orientadora e alegria (GE1). 

Prophetia (Profecia): Indica o caráter profético da Vida Religiosa Consagrada que se configura "como uma forma de especial participação na função profética de Cristo, comunicada pelo Espírito Santo para todo o Povo de Deus" (VC 84). É possível falar de um autêntico ministério profético, que nasce da Palavra e se alimenta da Palavra de Deus, acolhida e vivida nas diversas circunstâncias da vida. A função se explicita na denúncia corajosa, no anúncio de novas "visões" de Deus  e "na exploração de novas formas de aplicar o Evangelho para a construção do Reino de Deus" (ibid.). 

Spes (Esperança): recorda o cumprimento último do mistério cristão. Vivemos em tempos de extensas incertezas e de escassez de projetos de horizonte amplo: a esperança mostra sua fragilidade cultural e social, o horizonte é obscuro porque "parece ter-se perdido o rastro de Deus" (VC 85). A Vida Religiosa Consagrada tem uma permanente projeção escatológica: testemunha na história que toda a esperança terá a acolhida definitiva e converte a espera "em missão para que o Reino se faça presente agora" (VC 27). Sinal de esperança, a Vida Religiosa Consagrada se faz próxima e misericórdia, parábola de futuro e liberta de toda idolatria


"Animados pela caridade que o Espírito Santo infunde nos corações" (Rm 5,5), os consagrados e as consagradas abraçam pois o universo e se convertem em  memória do amor trinitário, mediadores de comunhão e unidade, centinelas orantes na crista da história, solidários com a humanidade em seu trabalho e na busca silenciosa do Espírito.



SIGA-NOS NO FACEBOOK